Tratamentos

Trombose Venosa

O que é trombose venosa?

A trombose venosa profunda dos membros inferiores é um dos principais problemas de saúde pública. Trata-se da presença de trombo (produto final da coagulação sanguínea) no interior da veia, prejudicando a circulação sanguínea.

Os sintomas da trombose venosa profunda abrangem dor na perna, aumento de sensibilidade, inchaço, sensação de peso e até febre.

Para confirmar o diagnóstico de forma não invasiva, pode-se recorrer ao exame de doppler colorido.

Como ocorre a trombose venosa?

A trombose venosa pode ser provocada por três fatores: alterações no fluxo sanguíneo, anormalidade no sangue ou lesão na parede da veia.

As chances de desenvolver uma trombose venosa profunda aumentam diante de fatores de risco como: tumores malignos, cirurgias, acidentes, idade, trombose venosa prévia e varizes nas veias.

A imobilização (por sedentarismo ou viagens longas, de carro ou avião) é outro ponto de atenção, por tornar o fluxo sanguíneo mais lento nas veias da panturrilha. Esse cenário favorece o surgimento de trombos nas válvulas presentes nessas veias.

A gestação e o período pós-parto, principalmente para quem fez cesariana, são outras condições que elevam o risco de trombose. O alerta também deve ser acendido diante do uso de contraceptivos orais, conforme demonstra a literatura científica. Assim que interrompe a pílula, a mulher já vê o risco de trombose diminuir.

Pacientes com a síndrome de May-Thurner podem ainda ter a trombose venosa associada a anomalias anatômicas. A compressão da veia ilíaca esquerda pela artéria ilíaca direita sobre a quinta vértebra lombar é mais observada entre mulheres. Na prática, o problema eleva a pressão venosa no membro inferior esquerdo e gera inchaço no membro inferior esquerdo, além de sensação de peso e dor.

Tratamento para trombose venosa

A finalidade do tratamento da trombose venosa profunda é atenuar os sintomas, prevenir a extensão e recorrência do trombo, além de evitar a síndrome pós-trombótica e a embolia pulmonar (quando o trombo se solta e migra pela circulação até chegar ao pulmão).

O uso de medicações anticoagulantes por via venosa, subcutânea ou oral é a base do tratamento da trombose venosa. Em algumas situações, pode ser necessário recorrer à cirurgia para desobstruir as veias com trombos.

Um dos impactos da trombose venosa no longo prazo é o surgimento da síndrome pós-trombótica. Essa condição abrange sintomas como inchaço, sensação de peso, dor, hiperpigmentação e úlcera. Para diminuir o desconforto, a adoção de meias elásticas é amplamente recomendada.

Open chat
Em que podemos ajudar?